De segunda a sexta-feira, das 08:00 às 19:00, e aos sábados, das 08:00 às 12:00       (61) 3245-3444

Dicas de Saúde

Os perigos dos descongestionantes tópicos nasais

Os perigos dos descongestionantes tópicos nasais

Quem não conhece alguém viciado nas tais gotinhas para desentupir o nariz? Afinal, os frascos destes medicamentos habitam a cabeceira da cama de muita gente.

O uso indiscriminado dos descongestionantes tópicos nasais é extremamente frequente. Primeiro porque nariz entupido é uma queixa muito prevalente na população. Segundo, porque estas medicações são facilmente obtidas sem prescrição médica, a custo baixo e sob uma infinidade de marcas diferentes. Mas o principal motivo é o efeito do princípio ativo: alívio praticamente imediato do entupimento.

Estas drogas possuem a capacidade de gerar uma resposta rápida da mucosa nasal, culminando em constrição dos vasos sanguíneos do nariz e consequentemente ampliando o espaço para a passagem do ar. Mas por trás deste alívio quase milagroso está uma série de possibilidades de efeitos colaterais.

Quando utilizados diariamente por tempo prolongado, tornam-se necessárias doses cada vez maiores e mais frequentes para se obter o mesmo efeito. O resultado pode ser um remodelamento de certas estruturas do nariz com piora da obstrução, culminando com o que chamamos de rinite medicamentosa. Em alguns casos até cirurgia é necessária para reverter o processo. Isto sem falar nos potenciais efeitos sistêmicos, como hipertensão arterial e arritmias cardíacas. Não é por acaso que quando estas gotas são prescritas por médicos, quase sempre há a recomendação de não exceder cerca de 5 dias de uso.

Por trás de uma queixa de obstrução nasal, normalmente existe um fator causal, como infecção, desvio de septo ou rinite alérgica. Portanto, para aquelas pessoas que sofrem com nariz entupido, não se deve buscar tratamentos paliativos com riscos potenciais. O ideal é procurar um otorrinolaringologista para diagnóstico e tratamento da causa desta obstrução.