De segunda a sexta-feira, das 08:00 às 19:00, e aos sábados, das 08:00 às 12:00       (61) 3245-3444

Dicas de Saúde

Poluição do ar: uma inimiga da saúde

Poluição do ar: uma inimiga da saúde

Em 2012 a OMS (Organização Mundial da Saúde) alertou a população mundial sobre um problema muito frequente em grandes metrópoles: a poluição do ar. Só no ano de 2012 ela esteve ligada à morte de 7 milhões de pessoas, por doenças agravadas pelos resíduos das indústrias, fábricas, veículos e tantas consequências da modernidade e da produção de tudo que consumimos.

Desde problemas um pouco mais simples e a curto prazo como reações inflamatórias, aumento das reações alérgicas, nariz e garganta secos, dores de cabeça e olhos irritados (principalmente em períodos de estiagem), até problemas mais sérios e a longo prazo como a menor produção de secreção nasal, doenças cardiovasculares e mesmo o câncer, são consequências que a intensa poluição ambiental causam no corpo humano. De acordo com Maria Neira, diretora do Departamento da OMS para a Saúde Pública, “Os riscos da poluição do ar são agora muito maiores do que se pensava, particularmente no que diz respeito a doenças coronárias e acidente vascular cerebral (AVC)”.

As medidas que devem ser tomadas são em escala mundial, por meio da conscientização e ações concretas dos governos e das grandes empresas dos países mais poluentes como China e Estados Unidos. Em países mais pobres a poluição está dentro de casa, na fuligem produzida pelos fogões à lenha, o que aumenta os riscos para os grupos vulneráveis, como crianças, mulheres e idosos, que passam mais tempo dentro de casa. “Limpar o ar que respiramos previne doenças não transmissíveis e reduz as doenças entre as mulheres e os grupos vulneráveis, como as crianças e os idosos”, disse Flavia Bustreo, diretora adjunta da OMS para a Saúde da Família, Mulheres e Crianças. As tabelas abaixo mostram quais foram as maiores causas de mortes em 2012 ligadas à poluição do ar.

Causa das Mortes – Poluição Interior Quantidade (%)
Cardiopatia Isquêmica 40%
Acidente Vascular Cerebral (AVC) 40%
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (Dpoc) 11%
Câncer de Pulmão 6%
Infecções Respiratórias Agudas em Crianças 3%
Causa das Mortes – Poluição Exterior Quantidade (%)
Acidente Vascular Cerebral (AVC) 36%
Cardiopatia Isquêmica 26%
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (Dpoc) 22%
Infecções Respiratórias Agudas em Crianças 12%
Câncer de Pulmão 6%

Dicas para amenizar os efeitos da poluição do ar:

  • Aplicar solução salina no nariz (Para um copo desses de requeijão de água fervida deve-se colocar uma colher de chá de sal)
  • Sempre que possível, sair da cidade e respirar um ar puro, além de ser uma ótima forma para relaxar e se aproximar da natureza
  • Não fumar
  • Praticar esportes em locais arejados
  • Abrir as janelas para o ar circular

Para os alérgicos alguns cuidados extras podem ser tomados:

  • Colocar a cama em local que bata sol, evitando a humidade e o escuro
  • Virar o colchão a cada 15 dias e colocá-lo no sol
  • Trocar a roupa de cama uma vez por semana
  • Lavar roupas guardadas por muito tempo antes de usá-las novamente
  • Manter a casa arejada